quinta-feira, 31 de julho de 2014

Cuidados com o Recém Nascido em casa

Por Zioneth Garcia


Você acabou de chegar em casa com seu Recém-nascido, feliz pela chegada do novo membro à família. Porém, está em dúvida sobre como devem ser os cuidados em casa, as mamadas, como saber se ele está mamando suficiente... Todo mundo que foi lhe visitar dá um conselho diferente, e sua cabeça está confusa. Então esse guia é para você e vai lhe ajudar a se sentir segura sobre os cuidados com seu bebê.


Saída da maternidade:
Ao sair da maternidade seu bebê foi pesado e medido, essas medidas são a referência para seguir o crescimento dele dali para frente. É normal os bebês perderem até 10% do seu peso de nascimento nas primeiras semanas de vida. É o tempo que levamos para engatar a amamentação, o corpo do bebe está preparado para isso.
Se existe um banco de leite humano na sua cidade se programe para ir o quanto antes e receber todas as orientações. Se tem banco de leite na maternidade, visite-o antes de ir para casa. Mesmo que tenha recebido qualquer orientação na maternidade, visite o Banco e Leite. É provável que na excitação do nascimento você não tenha prestado a atenção adequada.

Rede BLH no Brasil (o atendimento é gratuito, apenas telefone antes para confirmar o horário de atendimento; mesmo os bancos localizados em hospitais têm uma entrada separada do atendimento de emergências, não se preocupe)


Chegada em casa:
A chegada do novo membro à família é sempre um acontecimento, especialmente para ele que ficou 9 meses na segurança de seu corpo, sem calor, sem frio, sem fome nem gases, nenhuma sensação ruim. Agora está compartilhando o mundo com você, mas você ainda é o seu mundo, então EVITE que o bebe fique dançando de colo em colo, por mais que sejam família ou amigos próximos; para o bebê, o colo de qualquer um diferente de você é estranho e desconfortável. Eles não entendem de família, só sabem que estão longe da mãe e se sentem inseguros.

Descanse com o bebe assim que chegar em casa, deixe que seu marido/mãe /amiga atenda as visitas, não fique com vergonha de dispensá-las ou dar tchau para poder ir dormir com seu bebê.
Se possível avise a sua família e amigos com antecedência para não receber visitas nas primeiras semanas em casa, afinal você e o bebê precisam de descanso e de tempo sozinhos para se conhecer e acertar a amamentação. Com pessoas fora da intimidade do lar, esse processo pode se tornar mais difícil.

A amamentação

Os primeiros dias:

Após o nascimento, graças aos hormônios liberados durante o trabalho de parto e pela perda da placenta, o seu corpo produz o colostro; não é Leite materno ainda, mas é extremamente importante para o bebê. Eles têm estômago muito pequeno, então não se preocupe se você sente que tem pouco colostro, pois seu bebê não precisa de muito. Esse colostro, que sai em poucas gotas, é suficiente para ele.
O terceiro dia após a chegada em casa costuma ser um dia crítico, o bebê pode chorar bastante e mudar algumas coisas na rotina que parecia estabelecida desde a maternidade: para ele, acaba de "cair a ficha" de que nasceu . Nessas horas seu colo e peito vão acalmá-lo. Verifique se a pega está correta, e mesmo que você não sinta sair nada de seu peito continue a oferecer. O estímulo do bebe sugando é de vital importância para descer o Leite materno.



A descida do leite materno:
Dependendo da via de nascimento, do estímulo do bebê, de ter entrado em trabalho de parto ou não, pode demorar de 3 a 10 dias. A única forma segura de fazer o LM descer é grudando no seu bebê, oferecendo o seu peito em livre demanda e mantendo contato físico constante com ele. Descanse com ele sempre, durmam juntos.
Nos primeiros dias da descida do Leite materno, pode haver um leve "empedramento" (ingurgitamento) mamário, às vezes até com uma febre leve. É normal, faça bastante massagem sob o chuveiro quente, e sempre amoleça a aréola antes de oferecer o peito ao bebe, assim facilitará a pega correta. Lembre que na pega correta o bebe deve pegar toda ou grande parte da aréola, e não só o bico.

Confira aqui como corrigir a pega:

Sempre ofereça o peito aos primeiros sinais de fome. O peito deve ser oferecido em livre demanda, isso significa não contar tempo de intervalos entre mamadas nem de duração de mamada. Não se preocupe com relógio e horários. Ofereça sempre um peito por mamada até o bebe soltar ou dormir, e só ofereça o outro se o bebe assim pedir (solta, mas não o aceita de volta o mesmo).

Alternar os peitos ao longo do dia fará diferença para você e não pra o bebe, você receberá estímulo em ambos os seios e terá uma produção simétrica. Para o bebê, não vai fazer diferença que peito oferece. Após algum tempo sem mamar, o leite materno que ficou no peito vai se diluindo, e muda inevitavelmente de composição.
Ofereça o peito mesmo que sinta ele “murcho”, lembre que cerca de 80% do leite materno se produz no momento da mamada, e mesmo nesse peito “murcho” se produz o tanto o leite mais rico em água e açúcar, quanto o mais rico em gorduras. O bebê vai conseguir, se você praticar verdadeiramente a livre-demanda, controlar a composição do leite de acordo com as necessidades dele.

Veja como reconhecer os sinais de fome do bebê:


Se o RN dorme demais, garanta que no mínimo mame a cada 3 hs. Se ele não acordar, deve ser
estimulado a mamar. Tire as roupinhas, pegue-o no colo e molhe a boca com um pouco de Leite materno. Se ele dorme mesmo mamando, tente acordá-lo encostando a sua mão fria ou molhada na testa, mãos e pés, ou fazendo massagem circular nas bochechas.

Se ele resiste a abrir a boca, tente essa técnica:


Se seu bebê tem menos de 3kg de peso, deve ficar ainda mais atenta às mamadas. Após 2 horas dormindo, verifique o tônus muscular (resistência dos músculos) para não passar da hora de mamar. O bebê deve mostrar resistência ao movimento de pernas e braços, ou manifestar o reflexo moro (se esticar ou encolher todo) quando você pegar nele. Se por acaso estiver molinho, desengonçado, coloque para mamar imediatamente!

Observe a frequência de xixis do bebê: mais de 5-6 fraldas bem pesadas de xixi ao longo do dia, são sinal que o bebe está mamando bem. Em caso do bebe não fazer xixi suficiente, verifique a pega e a frequência das mamadas e coloque para mamar mais vezes. Se for necessário, use a técnica de compressão da mama para garantir que ele tenha mamadas eficientes.

Técnica de compressão da mama

É de vital importância manter a amamentação de madrugada, tanto para o bebê como para você. É nesse horário que acontece o pico de prolactina no corpo da mãe, o hormônio que garante a produção de leite materno suficiente para o bebê. Por isso veja qual é a configuração na hora de dormir que mais lhe convém. O ideal é que o bebe RN esteja pelo menos no mesmo cômodo com a mãe. Se preferir, podem compartilhar a mesma cama, desde que seguindo normas de segurança essenciais:

Normas gerais de segurança da cama compartilhada

Chupetear o peito não existe. Exite a sucção mais fraca e devagar, que é tão necessária quanto a sucção forte, em que você até escuta o bebê engolindo o leite. As duas são igualmente importantes e satisfazem as necessidades afetivas do bebê e estimulam seu peito para aumentar a produção de leite materno.

Lembre que peito é muito mais que alimento; a amamentação oferece a vocês um vinculo único, e o bebê encontra no seu seio conforto, segurança, aconchego, proteção e o AMOR da mãe. Para ele não basta ser amado: ele precisa se sentir amado.
Não use bicos artificiais, eles só prejudicam o processo de adaptação da amamentação, nada de chupeta, mamadeira, chuquinhas nem bico de silicone. Eles só irão piorar a incidência de ferimentos causados pela pega errada, atrapalhar o ganho de peso do bebê, levá-lo rapidamente à confusão de bicos e um desmame muito precoce.

Leia aqui sobre a confusão de bicos, que leva ao desmame:

Qualquer coisa além de leite materno antes dos 6 meses, interrompe o aleitamento materno exclusivo e coloca em risco a saúde do bebe. Até essa idade, o bebE não precisa de água, chá, nem nada além do seu leite materno oferecido em livre demanda. Nem mesmo em locais onde o clima é mais quente e seco.

Lembre que a recomendação do Ministério da Saúde é que o leite deve ser o único alimento do bebe até 6 meses, até 1 ano de idade continua sendo o principal mas deve ser complementado com outros alimentos , e a amamentação deve ser mantida até 2 anos ou mais.

Hora do banho:
Não precisa dar banho várias vezes ao dia, mas se for preciso mais de um banho (acidentes acontecem) prefira dar apenas um usando sabonete, shampoo e nos demais só água.
Deixe já preparado tudo o que vai precisar para antes, durante e depois do banho. Nunca deixe o bebe sozinho no trocador nem na cama (mesmo se for por alguns segundos) para buscar algo que esqueceu! Prefira dar banho sem shampoo e não correr o risco do bebe cair. Vai precisar de toalha, sabonete, shampoo, álcool 70, fralda, roupas, pomada (se usa), cotonetes.

Veja alguns vídeos explicativos sobre como dar banho no seu RN


Banho de balde é uma técnica muito útil para higienizar e acalmar o bebê nos momentos de estresse, gases, etc. Se sente dificuldade em dar banho na banheira experimente esse método pode facilitar muito a sua vida.



Escolha um horário para o banho que seja tranquilo para você e o bebê, amamente antes e depois do banho para que o bebe fique calmo, relaxado e consiga adormecer.


O coto
O coto umbilical deve ser higienizado pelo menos 3 vezes ao dia, utilizando álcool 70%, sempre depois do banho e nas trocas de fralda. É só limpar o coto com um algodão ou cotonete molhado com álcool. Não precisa limpar com força. Um pequeno sangramento às vezes é normal. Se houver secreção em excesso ou sangramento, faça o curativo sempre que trocar a fralda.

Geralmente, o coto umbilical leva de 7 a 15 dias para se desprender da barriga do bebê, sendo que a higiene adequada agiliza o processo. Alguns recém-nascidos apresentam um umbigo grosso e gelatinoso o que poderá retardar sua queda em até 25 dias.

Não use nada além do álcool 70 e a água do banho, não precisa acelerar o processo de desprendimento do coto, não o puxe, não use faixas, nem moedas ou botões, e não coloque nenhum curativo fechado.

Podem aparecer crostas gordurosas sobre a moleira. É normal, e se trata da secreção que fica ali acumulada. Se não sair com a agua de banho, use umas gotas de óleo de amêndoas (natural, não o perfumado) ou óleo de cozinha e uma escova suave para retirar antes do banho com shampoo.

Veja sobre a pele do RN:



Fraldas
Evite usar lencinhos umedecidos. Eles são práticos, mas podem irritar a pele do bebe. Prefira usar algodão molhado com água para limpar a bundinha do bebê. Se tiver como, prefira lavar com água corrente. Lembre de sempre retirar os resíduos limpando para trás, para que os resíduos não toquem o órgão genital e a uretra, nas meninas principalmente.
Não puxe o prepúcio de seu menino, ele deve se soltar sozinho ao longo dos próximos meses/anos. Apenas realize a higienização durante o banho. Ao colocar a fralda verifique que o pênis do bebe fique para abaixo (para evitar vazamentos).
Não aperte muito as fraldas e evite que fiquem sobre a região do coto umbilical.


Banho de sol:
O bebe precisa tomar banho de sol todos os dias, de 10-15 min antes das 10 horas ou após as 16 horas. Isso vai ajudar no metabolismo da bilirrubina e ajudar a prevenir a icterícia. Além disso, ao ser exposto à luz solar o corpo humano produz a vitamina D, responsável por fixar o cálcio nos ossos. Por isso o banho de sol é imprescindível. Mesmo o sol que entra pela janela do seu apartamento está valendo. Tire a roupa do bebe e deixe-o tomar os raios de sol diretamente. Se o dia não estiver muito quente, vá com ele para o local ensolarado e aos poucos vá retirando as pecinhas de roupa, assim o sol vai aquecer o corpinho dele ao invés de ficar desconfortável por de repente se achar totalmente nu e com frio. Aproveite e coloque o seu peito ao sol para fortalecer a pele do mamilo e ajudar sarar possíveis machucados, comuns nos primeiros dias de amamentação. Fique você também exposta ao sol, pois seu corpo também necessita da vitamina D, e a luz solar ajuda bastante na regulação do humor e sensação de bem-estar.


Icterícia e leite materno
http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2014/06/ictericia-e-leite-materno.html

Sobre a Vitamina D:
http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2014/06/sobre-vitamina-d-deficiencia-de-luz.html

Sobre o colo e outros cuidados:
Bebês foram feitos para ficar com a mãe, principalmente os RN. Seja no colo ou deitado junto com ela, seu filho não entende nada de vícios, nem de maus costumes. Está programado pela natureza através de milhares de anos de evolução da espécie humana, para garantir a sua sobrevivência, e para isso o cuidado e a proteção da mãe é fundamental. O que seria do bebê das cavernas se a mãe o deixasse sozinho num canto? Não teríamos chegado até aqui, com certeza. A nossa espécie teria sido extinta pelas feras.

Os bebês tem um mecanismo de defesa ancestral inato, que foi muito útil para se defender dos possíveis predadores de nossos antepassados das cavernas. Ao acordarem e se sentirem completamente sozinhos, como no berço/carrinho, eles choram e gritam a plenos pulmões, pois não sabem que a mãe está no quarto ao lado e que em nossa casa não há bestas e feras à espreita.Para que esse comportamento não atraísse os predadores, as mães estavam sempre com o bebê no colo, no peito.

Ao contrário disso, os que ficavam quetinhos e voltavam dormir, mesmo sentindo fome, acabavam sendo deixados sozinhos e não havia tempo da mãe voltar para lhes protegerem. Mas hoje, esse mecanismo pode lhe levar esquecer da hora de mamar, principalmente bebês RN, por isso evite deixar o bebe muito tempo sozinho no berço/carrinho. O lugar do bebe é no seu colo preferivelmente, a sua respiração, calor são o estimulo que ele precisa para acordar e mamar.

O contato físico constante, colo contínuo, vai garantir um bebê mais estimulado, que vai mamar na frequência certa e será muito mais calmo.

O Conceito do continuum - a importância da fase do colo
http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2014/06/o-conceito-do-continuum-importancia-da.html

Esse contato físico constante estimula a rápida descida do LM e o aumento da sua produção na medida que o bebê cresce e aumenta a demanda. Veja abaixo sobre a teoria de exterogestação, lhe ajudará acalmar seu bebe nos momentos mais críticos.

Teoria da exterogestação, pelo Dr. Harvey Karp


O sling pode lhe ajudar muito para ficar com o bebe perto de você e manter as mãos livres para comer ou realizar outras tarefas. Se não tem um sling, pode fazer um, improvisar ou comprar pela internet. Vai ser uma ferramenta insubstituível daqui para frente. É muito comum em RN que são colocados para dormir no berço/carrinho sozinhos imediatamente após a mamada, que optem por fazer mamadas intermináveis para garantir que a mãe ficará com eles. Permita que seu filho durma no colo após terminar de mamar, e se precisa deixá-lo no berço por qualquer razão, que seja só um tempo após a mamada quando já estiver em uma fase mais pesada do sono.


Tudo sobre sling


A ajuda do marido/família/amigos:

O suporte da sua rede de apoio, marido, família e amigos, deve se centrar em você. A função deles é garantir que você esteja bem física e emocionalmente para poder cuidar do bebe. Não é função de nenhuma pessoa substituir a mãe com mamadeiras, colo, ou cuidados com o RN. Se você está cansada, pegue seu filho e vá dormir com ele, peça ajuda para ajeitar almofadas ou travesseiros que apóiem confortavelmente seu corpo e amamente deitada, faça cama compartilhada.
Você precisa estar calma e relaxada para cuidar de seu bebê, e seu estresse pode atrapalhar a descida do leite materno. Avalie se a ajuda que recebe está sendo boa mesmo. Às vezes é melhor ficar sozinha com seu bebe, do que ouvir comentários desnecessários e desencorajadores o dia inteiro.

Se alimente bem, se hidrate bastante e mantenha o resguardo. Ficar em casa apenas com o bebe não significa que está em condição de se responsabilizar pelas tarefas domésticas. Seu corpo precisa do tempo de resguardo para se recuperar da experiência da gravidez e o parto.

Não precisa e não é hora de cortar alimentos sem nenhuma razão lógica, leia aqui:
http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/p/blog-page_31.html

Não duvide em procurar ajuda, nos bancos de leite, em nossa comunidade, nos grupos de pós-parto de sua cidade ou com suas amigas de confiança. Não fique sozinha com seus problemas, nenhuma mãe consegue criar seus filhos sozinha. Já ouviu o ditado de que "é preciso uma vila para criar filhos"?

Sempre ouvirá conselhos de todos os tipos, alguns bons e outros péssimos. Selecione, tenha critério e se mantenha bem informada.

Aprenda lidar com os conselhos não desejados, veja aqui:
http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2014/01/como-lidar-com-conselhos-nao-solicitados.html



Referências: 

¿Necesita mi bebé tener un horario fijo?

SAÚDE DA CRIANÇA: Nutrição Infantil Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Brasília – DF 2009 Caderno de Atenção Básica, nº 23

Manual de orientação do departamento de nutrologia: alimentação do lactente ao adolescente, alimentação na escola, alimentação saudável e vínculo mãe-fi lho, alimentação saudável e prevenção de doenças, segurança alimentar. Departamento Científi co de Nutrologia Sociedade Brasileira de Pediatria 2012. 3° revisada e ampliada.


Angela Midori Matuhara , Masuco Naganuma. Manual instrucional para aleitamento materno de recém-nascidos pré-termo. Pediatria (São Paulo) 2006;28(2)81-90
http://www.pediatriasaopaulo.usp.br/upload/pdf/1163.pdf 

Elsa R. J. Giugliani. Problemas comuns na lactação e seu manejo. Jornal de Pediatria - Vol. 80, Nº5(supl), 2004
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...